Agente importante para o funcionamento do maquinário, o fluido hidráulico deve receber a devida atenção

Qualquer um que tenha experiência com o maquinário hidráulico sabe da importância da manutenção do equipamento. Entender que prevenir é melhor que remediar vai manter o funcionamento dos componentes e a produção industrial não será afetada. Diversos testes de diagnóstico são importantes e um deles está relacionado aos fluidos hidráulicos.

A contaminação do óleo hidráulico é um problema sério, costumando ser o principal motivo de falhas na indústria que utiliza maquinário hidráulico. Se não for identificada, a contaminação pode causar comprometimento da vida útil dos equipamentos, exigindo a troca de peças com maior frequência e do próprio fluido, trazendo muitos custos para o usuário do maquinário.

O principal trabalho do filtro é remover contaminantes sólidos, como partículas de sujeira, carbono e metais. Com o tempo a sujeira acumulada e os detritos capturados pelo filtro começam a obstruir o fluxo do óleo, por conta disso é necessário verificar com uma determinada frequência a situação do elemento filtrante para visualizar possíveis casos de saturação do mesmo. Quando saturado, o elemento deve ser trocado por um novo!

Todo esse processo de contaminação é gradual e lento, motivo que pode colaborar na falta de atenção do profissional que faz a manutenção e que às vezes pode não perceber o problema logo de início. Partículas de resíduos podem conter o tamanho de 2 a 5 micras (1 milímetro dividido por 1000) e são agentes perigosos para o funcionamento da máquina, o que poderá fazer com que componentes de elevado valor agregado falhe. Uma alternativa para verificação de situação do elemento é a introdução de sistemas elétricos que indiquem a real condição em tempo real do estado do componente.

Entre os agentes mais comuns de contaminação estão: poeira, ar, água, areia, tinta, graxa, o calor, cinzas de cigarro, metais produzidos pelo próprio desgaste do equipamento, fibras de tecido desprendidas de panos de limpeza.

Um procedimento essencial é a filtragemde todo o fluido novo antes de colocá-lo no reservatório, pois o mesmo possui níveis de pureza que muitos dos componentes hidráulicos não admitem na execução de trabalho, o que poderá danificar precocemente o equipamento. Outro procedimento é aplicar tampões em mangueiras e manifolds durante a manutenção, mesmo não achando isso necessário, é um procedimento padrão que auxilia diretamente na preservação do fluído.

Por fim, é preciso prevenir-se fazendo análises periódicas sempre com o acompanhamento de profissionais especializados que poderão realizar a análise da pureza do óleo e alinhar informações como a conservaçãodo fluido.

Sobre a Global

A GLOBAL HIDRÁULICA E PNEUMÁTICA é uma empresa certificada ISO 9001:2015 em todos seus produtos e serviços e tem como foco a qualidade nas soluções em sistemas óleo hidráulicos industriais.

Contando com uma área de mais de 2.000 m² e com profissionais com mais de 30 anos de experiência, a GLOBAL vem investindo na melhoria dos processos produtivos, no desenvolvimento de novas tecnologias e na constante qualificação de sua equipe, buscando ampliar sua presença no mercado nacional e internacional.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *