A lubrificação tem um papel muito importante dentro dos mais diversos sistemas mecânicos presentes nas industriais. É a lubrificação que proporciona ao sistema a redução de atrito entre duas superfícies diferentes que estão em contato em sequencia de movimentos. Por meio do lubrificante, o atrito, sempre necessário para tais sistemas, é reduzido e tem sua força controlada, limitando para o que o sistema precisa para proporcionar trabalho. Sendo assim, há garantia de uma operação fluida e sem falhas mecânicas.

Quando o sistema de lubrificação é bem feito há muitos benefícios que podem surgir para os sistemas industriais. A lubrificação, com a redução do atrito, proporciona aos sistemas a reduçãode temperatura, minimiza a corrosão nos componentes de metal, evita que se formem resíduos e até evita contaminação de partes do sistema. Logo, além de redução de falhas, há também um prolongamento da vida dos componentes.

O sistema de lubrificação é necessário para muitos setores. Os principais que têm dentro do sistema hidráulico de seus maquinários são, entre muitos, a petroquímica, a siderúrgica, o transporte e a mineração.

Componentes de um sistema de lubrificação

Para funcionar de forma ideal, o sistema de lubrificação precisa de alguns componentes próprios. São eles: bomba de óleo, pescador de óleo, interruptor de pressão de óleo, cárter de motor e filtro de óleo.

Eles têm funções altamente recomendadas para um sistema hidráulico. Entre elas, destacam-se o controle da pressão do sistema e a filtragem dos fluidos para que a lubrificação chegue em todos os momentos de atrito.

Além desses, o principal componente de um sistema de lubrificação é o lubrificante. No caso da maioria dos maquinários, o melhor a ser usado é um óleo específico para cada tipo de aplicação. É preciso acertar o tipo de óleo, a quantidade e a qualidade para evitar problemas maiores nos sistemas.

Como funcionam os sistemas de lubrificação

Depois de ter feito todos os procedimentos necessários para a instalação do sistema de lubrificação, é hora de descobrir como ele vai funcionar dentro do seu sistema hidráulico. Ele pode funcionar de forma manual ou automática.

Para o funcionamento manual, é necessário que um operador seja responsável por aplicar o óleo lubrificante. Neste caso, o operador aplica uma quantidade grande de óleo para que as interações humanas com as máquinas sejam as menores possíveis. Já com o funcionamento automático, é possível programar a frequência e a quantidade de aplicação do lubrificante ao sistema. O modo automático é preferível pois há uma maior garantia de que todos os componentes estão com a lubrificação coordenada.

Entendeu como funciona um sistema de lubrificação e por que eles são importantes para suas unidades hidráulicas? Agora é hora de contar com o time da Global para garantir que você tenha os equipamentos adequados para o que precisa. Nosso time está à disposição para ajudar você a encontrar a sua solução ideal, e também para ser a sua escolha em qualquer situação!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *