Para qualquer setor da indústria que utiliza sistemas hidráulicos em sua produção, ficar parado por algum problema no maquinário é uma dor para a cabeça e para o bolso. De acordo com algumas estatísticas ligadas ao setor industrial, 80% das paradas que ocorrem em maquinário hidráulico está relacionada à problemas no sistema por conta contaminação no óleo ou fluido.

Isso se deve muito por problemas na filtragem do fluido que pode se contaminar com micropartículas oriundas de interferências externas ou desgastes por mau funcionamento dos sistemas de refrigeração e lubrificação, por exemplo. Ou seja, estes três sistemas andam de mãos dadas em um sistema hidráulico e um pode ser a solução ou o motivo do problema do outro.

Estes sistemas de refrigeração e de circulação dos fluidos servem justamente para que o lubrificante se mantenha na temperatura ideal e sua viscosidade siga padronizada, pois se algo muda na composição do lubrificante por conta do calor, o resultado é a contaminação do sistema e a consequente parada da produção. O fluido colabora na proteção contra desgaste das engrenagens, corrosão, etc.

Embora seja importante usar um óleo de boa qualidade para o sistema hidráulico, nenhum óleo pode manter sua pureza para sempre, o sistema hidráulico não é uma rede de circuito onde você bombeia o óleo uma vez e se esquece dele, o mesmo está sujeito à contaminação por meio de várias fontes internas e externas que podem introduzir impurezas no óleo.

Lubrificantes são considerados a força vital de todas as máquinas hidráulicas, sua importância é tanta que um motor praticamente não pode funcionar sem a presença de óleo lubrificante.

O sistema de filtragem vai fazer com que o circuito continue funcionando e tenha sua vida útil elevada. Para manter o óleo em seu nível ideal, é necessário um processo de filtragem seja ele on-line ou off-line, um filtro de óleo lubrificante eficaz garante que o óleo permaneça livre de impurezas e execute suas tarefas com eficiência. Existem algumas técnicas de filtragem comuns que colaboram em todo esse processo e vai ser utilizada de acordo com a máquina e seus componentes.

Por exemplo, há a filtragem de linha de pressão, onde toda a saída da bomba de óleo é filtrada antes de entrar nos componentes de controle como válvulas, a filtragem de retorno, onde o fluxo de óleo que executou trabalho é filtrado e destinado ao reservatório em um grau consideravelmente melhor, e uma filtragem na sucção da bomba garante que o componente trabalhe com maior eficiência e proteção, garantindo uma maior vida útil.

Sobre a Global

A Global Hidráulica e Pneumática é uma empresa certificada ISO 9001:2015 em todos seus produtos e serviços e tem como foco a qualidade nas soluções em sistema óleo hidráulicos industriais.

Contando com uma área de mais de 2.000 m² e com profissionais com mais de 30 anos de experiência, a Global vem investindo na melhoria dos processos produtivos, no desenvolvimento de novas tecnologias e na constante qualificação de sua equipe, buscando ampliar sua presença no mercado nacional e internacional.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *