Um cilindro hidráulico industrial tem por definição atuar convertendo a energia hidráulica fornecida pelo sistema hidráulico em energia mecânica linear para execução de trabalho. Um cilindro hidráulico é composto por haste,conexões de entrada e saída do fluído, câmara, êmbolo,elementos de vedação, sistema de amortecimento entre outros. Podemos encontrar modelos variados de cilindros hidráulicos, dos tipos telescópicos, de haste passante e de dupla ação, como por exemplos.

Os cilindros hidráulicos são aplicados em mecanismos e sistemas mecânicosprecisos e potentes, em articulações de maquinário industrial para setores de agricultura, automotivo, rodoviário, entre outros.

Aplicação dos tipos de cilindros hidráulicos

No caso dos cilindros de dupla ação diferenciais, sua utilização está muito ligada à articulação de maquinário industrial, isso porque sua dupla ação converte energia hidráulica em mecânica, que devido às suas especificações seguindo normas rigorosas proporciona resultados eficientes para o equipamento tanto no avanço como no recuo do cilindro gerenciado pelo fluido em ambos os sentidos. Suas hastes são de alta resistência, garantindo vida útil ao cilindro.

Já o cilindro telescópico, normalmente é aplicado em sistemas compactos que necessitam de uma alta extensão da haste como em caminhões basculantes, por exemplo. São projetados para aguentar situações industriais diversas, construído a partir de extensões que garante o avanço de cilindro em estágios diversos, de acordo com a necessidade do sistema a ser aplicado, um ponto a ser mostrado é a área de atuação do fluido que diminuirá de acordo com a extensão dos estágios, gerindo menor força para o sistema gradativamente.

Os cilindros hidráulicos de haste passante são também de dupla ação, porém apresentam hastes nas duas extremidades do êmbolo, o que garante áreas de atuações do fluído iguais tanto no avanço quanto no recuo, o que chamamos de cilindro não diferencial. É muito utilizado em processos industriais em que é considerada a característica de hastes passantes, pois enquanto uma haste faz um trabalho de avanço a outra pode ser utilizada como comando de recuo. Devido ao mecanismo de dupla ação e à presença de duas hastes é possível executar processos que utilizam forças iguais nos dois sentidos do êmbolo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *