Um acumulador tem funções muito importantes para um sistema hidráulico. O objetivo principal deste componente é armazenar o fluido quando o sistema estiver sob pressão, amortecer choques, conservar pressão, garantir segurança ao sistema, liberar líquidos e ser fonte de energia para a bomba principal como uma reserva do sistema. Por ter essas funções, o acumulador é muito usado nas indústrias metalúrgicas, siderúrgicas e automobilísticas.

Comosão responsáveis por armazenar fluidos quando estão sob pressão, algumas atividades podem ser exercidas pelo sistema quando este componente está presente. Entre elas, destacam-se a compensação de volume e de mudanças de temperatura, o amortecimento de choque e de pulsação de bomba, a diminuição de vibração, a separação de fluidos e até a compensação de dilatação em sistemas hidráulicos.

Tipos de acumuladores hidráulicos

São três os principais tipos de acumuladores hidráulicos disponíveis no mercado. Conheça mais um pouco sobre cada um deles:

Carregados por peso:

Ele aplica uma força constante ao fluido com uma carga de grandes pesos. Esses pesos podem ser feitas de ferro, concreto e até mesmo de água acondicionada. Com esse tipo de acumulador, a pressão no sistema é constante durante todo o curso do pistão, uma vez que os pesos não se alteram. Eles não são tão populares por seu tamanho, mas são bastante usados em usinas de aço e em centrais de sistemas hidráulicos.

Carregados por mola:

Este acumulador depende de uma compressão de mola para que a sua pressão seja acionada. A mola pode ser feita com um parafuso ajustável, fazendo a pressão se tornar variável. São os acumuladores mais leves e podem ser montados em qualquer posição e, por isso, têm maior aplicação. Porém podem sofrer com o problema de fadiga da mola.

Hidropneumáticos:

São os mais comuns na hidráulica industrial. Funcionam com a compressão de gás numa câmara separada do líquido. Esse gás funciona como uma espécie de “mola”, fazendo com que o gás movimente o líquido. Também é de pressão variável e, por ter um gás inerte, não corre riscos de explosão.

Os acumuladores hidropneumáticos são divididos em três tipos: pistão, diafragma ou membrana e bexiga. O nome de cada tipo indica a forma de separação do líquido do gás.

Acumulador tipo Pistão

O acumulador tipo pistão consiste de uma carcaça e um pistão móvel que divide o acumulador em duas câmaras completamente vedadas entre si. O gás que ocupa o volume da câmara superior do pistão fica comprimido conforme o líquido ocupa a segunda câmara do acumulador. Quando o acumulador fica cheio, a pressão do gás se iguala à pressão do sistema, garantindo estabilidade e segurança ao circuito.

Acumulador tipo Membrana

acumulador tipo membranaO acumulador do tipo diafragma ou membrana consiste de dois hemisférios, que são separados por meio de um diafragma de borracha sintética. O gás preenche a câmara superior e o líquido entra na câmara inferior onde esta diretamente ligada ao sistema.Quando o acumulador fica cheio, a pressão do gás se iguala à pressão do sistema, ativando a funcionalidade do acumulador.

Acumulador tipo Bexiga

O acumulador tipo bexiga consiste de uma carcaça de metal com uma bexiga de borracha sintética dentro. A bexiga é preenchida com gás comprimido. Uma válvula do tipo assento, localizada no orifício de saída, fecha o orifício quando o acumulador está completamente vazio, garantindo que a bexiga não sai pela porta de descarga e danifique-se e não venha a comprometer o funcionamento do equipamento.

Já sabe como vai usar os acumuladores hidráulicos nos sistemas da sua empresa? Agora conte com o time da Global para garantir que você tenha os equipamentos adequados para o que precisa. Nosso time está à disposição para ajudar você a encontrar a sua solução ideal, e também para ser a sua escolha em qualquer situação!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *